24 de fevereiro de 2014

Nada está sob controle - Ramesh



Ramesh - Se vocês ainda não notaram, o ser humano é um animal engraçado. Qualquer outro animal, pensaria assim do ser humano se percebesse apenas três coisas:
Primeiro, por milhares de anos, cada sábio, ou profeta, tem dito sempre e sempre que a felicidade para o ser humano está no amor e na fraternidade universal. Mas, ninguém parece estar prestando atenção a eles. Estas pessoas estão buscando uma nova e diferente resposta.
O ser humano não quer conhecer a verdade. O que querem é ter mais e mais informações sobre aquilo que ele acredita saber; então eles vão pulando de ashram em ashram, de um guru a outro guru, lendo livros um após o outro e procurando. Eles tentam um tipo de sadhana e outro e mais outro, todo o tempo, ignorando que a verdade básica, lhe está sendo repetida, por milhares de anos.

A segunda coisa é que o ser humano tem uma imensa inteligência, inacreditável inteligência, ele foi capaz de enviar o homem à lua, e ainda não foi capaz de controlar seu próprio comportamento e conduta social. O ser humano é absolutamente único em seu alcance tecnológico e o animal humano ainda não é capaz de administrar sua vida social e política.

E por fim, o mundo está a beira de um desastre, isso tem sido há muitos anos, com uma crise após a outra. Apesar do ser humano, que certamente possui uma inteligência, e que se supõe possuir um livre arbítrio, foi incapaz de combinar estes elementos (inteligência e livre arbítrio) e então transformar o mundo em um lugar melhor.

Ninguém gosta de saber que não possui o livre arbítrio, ninguém gosta de saber que é apenas um marionete manipulada por uma inteligência, de modo que a inteligência humana não pode ser comparada. Ele se ressente disso. Ele gosta de dizer que gosta aquilo, que acredita naquilo, dizer que o futuro está em suas próprias mãos, que pode construir seu futuro pela sua própria vontade.

Contudo, existem muitas pessoas inteligentes, que são líderes em seus próprios países, que se interessam por astrologia. Se eles realmente acreditassem no seu próprio livre arbítrio, porque eles estariam interessados em astrologia?
Se você pensou ao longo de tudo isso, a única conclusão sensata seria que o ser humano vem atuando desta forma porque não tem nenhum controle sobre seus pensamentos e emoções. Ele possui uma inteligência notável, mas não tem nenhum controle sobre seus sentimentos, pensamentos e emoções. O que considera suas próprias ações, são na verdade reações do organismo individual para um pensamento ou evento de fora. O organismo reage de acordo com suas características individuais, físicas, intelectuais e temperamentais.

Participante - Alguma coisa me ocorreu enquanto você estava falando. Mesmo que nós pensemos que temos escolhas, na verdade não temos?
Ramesh - Isso é correto. Você pensa que tem escolha, mas quantas escolhas você realmente tem? 
Você está indo comprar uma roupa. A moda lhe diz que esta roupa deve ser comprada. Mas há anos atrás você não compraria isso. Então, a moda e as lojas e a mídia lhe diz para comprar este tipo de roupa, e você compra, e vem dizer que isso é sua própria escolha?

Participante - Se estiver em uma bifurcação na estrada e tiver que escolher entre o caminho A ou o B. Mesmo assim eu ainda chegarei no mesmo lugar onde deveria ir?
Ramesh - O ponto importante é quando você diz que tem que escolher  o caminho A ou o B. O que você realmente faz quando escolhe A ou B? O que acontece quando você diz " Eu vou pelo caminho B?" Isto é na verdade um pensamento que passa por você, não é?

Participante - Mas, ele está vindo através de mim?
Ramesh - Oh sim, de fato! O pensamento vem no seu cérebro do exterior. Este é o ponto.
Todo o processo é: O pensamento vem, é vocalizado e então ele se transforma em ação. Logo, a base de toda ação é o pensamento que foi vocalizado e através da ação, ele permanece presente. Em momentos diferentes, o pensamento pode ser para fazer outra coisa. 
Ambos os caminhos podem vir a ser escolhidos, mas em certo momento a escolha será de A e em outra o pensamento da escolha por B será mais forte.

Participante - É por isso que nunca conseguimos prever o que acontecerá em uma certa situação?
Ramesh - Precisamente. O processo é pensamento - palavra - ação. Você não escolhe o pensamento.

Participante - É isso que você quis dizer antes, quando disse que não podemos cometer erros?
Ramesh - Sim! O que tiver que acontecer, acontecerá.

Participante - Então, pelo que disse, não há nada que se possa fazer, nenhum esforço para se alcançar a iluminação?
Ramesh - Absolutamente.

Participante - Uma pessoa só precisa esperar que aconteça ou deve se engajar em uma prática espiritual?

Ramesh: Isso é precisamente o que disse, quando falei : "O problema vem do ponto de vista individual. Veja pelo perspectiva da Totalidade, então o que acontece?"
Isto significa que você pensa em termos de possuir uma Consciência. 
"Esta é minha consciência. Eu estou consciente. Eu sou capaz de fazer aquilo que eu quero". 
Na verdade é a Consciência que possui você. 
É a Consciência que possui este mecanismo corpo-mente e os bilhões de outros e produz através deles, as ações que deseja produzir. E, com a intenção de produzir estas ações, cada mecanismo corpo-mente foi concebido com características particulares. Cada um é filho de determinados pais, e são nutridos com determinadas condições ambientais.
Nem a natureza, nem a nutrição está nas mãos do indivíduo, nem o evento chamado "morte". 
Embora, entre estes dois pontos, do nascimento e a morte, exista essa ilusão chamada "eu" que tem a audácia de dizer: "Eu controlo minha vida. Eu sou o mestre do meu destino."
Ramesh Balsekar em Counsciousness Speaks

Um comentário:

Related Posts with Thumbnails