5 de julho de 2012

Entrelaçados...


Entrelacei minha vida na sua,
abracei as margens afastadas
costurei os tecidos da alma
moldei...

Vivi as complexas rendas da vida
ao lado seu
Pude experimentar essência, aparência, vivência
Me deixei transbordar em apuros
orgulhos
barulhos
mergulhos
Sem nenhuma explicação a dar...

Nos encontramos no paraíso aberto do êxtase
e também nos mínimos casulos dos medos densos
Nuvens e sombras
Vales e montanhas
Fogo e água
Nós somos...

A calma muitas vezes foi perdida
e depois encontrada
Mãos que se deram, acolheram
e mais tarde, nada...
Olhos que tanto se buscaram
ficaram cegos de si mesmos
Amor...

Deixo em ti minha alma calma
Deixo contigo minha história vasta
Levo comigo as gotas de um amor sereno
intenso
e vivo...

Os passos são muitos
o coração é Um só...
Lilian 

4 comentários:

  1. Loira vc escreve divinamente viajo com sua poesia. Muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido, vindo de você meu poeta preferido, nossa, me deixa muito feliz!! Beijosss amore!! <3

      Excluir
  2. Visito sua página com frequência e sempre gosto do que postas. Mas hoje, tive a grata surpresa de me deparar com esta linda poesia. Parabéns pela sensibilidade traduzida em palavras. Poste mais. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida por seu carinho e sua luz...
      Grande abraço para você também!
      Namaste

      Excluir

Related Posts with Thumbnails