24 de novembro de 2015

A única força verdadeira - Eckhart Tolle


"Se nos contentarmos com o fato de não sermos ninguém em especial e de não sobressairmos, estaremos em sintonia com o poder do Universo. 

O que para o ego parece fraqueza é, na realidade, a única força verdadeira. Esta verdade espiritual é diametralmente oposta aos valores da nossa cultura contemporânea e ao modo como ela condiciona o comportamento das pessoas.

Como nos ensina o Tao Te King, em vez de tentares ser uma montanha, «Sê o vale do Universo». Desta forma, serás devolvido ao todo, e «todas as coisas virão até ti».

De modo semelhante, Jesus ensina-nos o seguinte numa das suas parábolas: «Mas quando fores convidado, vai-te sentar no último lugar, e, assim, quando chegar aquele que te convidou dir-te-á: "Amigo, venha mais para a frente." Então isto será uma honra para ti aos olhos de todos os que estiverem sentados contigo à mesa. Porque todo aquele que se exalta será humilhado, e o que se humilha será exaltado».

Outro aspeto desta prática é abster-se de tentar fortalecer a sua identidade exibindo-se, querendo sobressair, ser especial, causar boa impressão ou exigir atenção, o que também pode implicar que ocasionalmente se abstenha de expressar a sua opinião quando os outros exprimem as deles, permitindo-lhe tomar consciência da forma como se sente.(...) *1

Se não houver ação que você possa levar a cabo e também se não puder sair da situação, então utilize-a para caminhar mais profundamente para a rendição,
mais profundamente para o Agora, mais profundamente para o Ser.


Quando você entra nesta dimensão intemporal do presente, a mudança acontece, com frequência, de formas estranhas, sem haver necessidade de grandes ações da sua parte. A vida torna-se favorável. 

Se fatores interiores como o medo, a culpa ou a inércia o impediram de agir, eles dissolver-se-ão na luz da sua presença consciente.
Não confunda a rendição com uma atitude de «já não quero saber» ou «já não ligo». Se você analisar a situação com atenção, descobrirá que tal atitude está
maculada com negativismo sob a forma de ressentimento oculto e, desse modo, não é de forma alguma rendição, mas sim resistência mascarada.


À medida que você se rende, dirija a sua atenção para o interior de modo a verificar se há algum vestígio de resistência dentro de si. Fique bem alerta quando o fizer, senão uma bolsa de resistência pode continuar a esconder-se em algum canto escuro sob a forma de um pensamento ou de uma emoção desconhecida.(...) *2


Vou dar-lhe um exemplo de um exercício espiritual que trará poder e expansão criativa à sua vida. 
Elabore uma lista das atividades rotineiras que você desempenha habitualmente. Inclua as atividades que considera pouco interessantes, aborrecidas, entediantes, irritantes ou que provocam stress. Mas não inclua nada que você odeie ou deteste fazer. Nestes casos, tem de aceitar ou deixar de fazer essas coisas. 

A lista pode incluir a viagem de ida e volta para o seu local de trabalho, ir às compras, tratar da roupa ou de tudo o que você considere enfadonho na sua rotina diária. 

Depois, sempre que estiver a desempenhar essas atividades, deixe que elas sejam um veículo para o seu estado de alerta. 

Esteja absolutamente presente naquilo que faz e sinta o silêncio em estado de alerta e vivo dentro de si, que serve de pano de fundo a qualquer atividade. Rapidamente vai descobrir que tudo o que faz neste estado de consciência elevada, em vez de ser enfadonho, enervante ou constitui um motivo de stress, começa na realidade a produzir satisfação. 

Para ser mais exato, o que lhe dá satisfação não é a ação exterior, mas a dimensão interior de consciência que flui para a ação. 

A isto chama-se encontrar a alegria do Ser naquilo que está a fazer. Se você acha que a sua vida carece de significado ou que está demasiado cheia de stress ou tédio, é porque ainda não trouxe essa dimensão para a sua vida. Estar consciente do que faz ainda não se converteu no seu principal objetivo.

O novo mundo floresce à medida que cada vez mais pessoas descobrem que o seu principal propósito na vida é trazer a luz da consciência a este mundo, usando por isso tudo o que fazem para transmitir essa consciência.
A alegria do Ser é a alegria de estar consciente." *3

[*1 Eckhart Tolle em O Poder do Agora ]
[*2 Eckhart Tolle em A prática do Poder do Agora]
[*3 Eckhart Tolle em Um mundo novo ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails