20 de maio de 2014

Sahaja Yoga - Osho


"Sahaja Yoga é a mais difícil de todas as modalidades de yoga, porque não existe nada mais difícil do que ser Sahaja - viver sem nenhum esforço, ser natural e espontâneo.

O que significa Sahaja? Sahaja significa: deixe o que tiver que acontecer aconteça, não resista a isso. Ser Sahaja significa fluir como o ar, como a água, e não permitir que o intelecto interfira naquilo que está acontecendo.


Assim que o intelecto começar a se intrometer, assim que ele começar a interferir, nós deixamos de ser Sahaja, natural, e nos tornamos Asahaja, antinatural. Assim que decidimos o que deve ser, ou como não deve ser, nós imediatamente nos tornamos antinaturais. E nos tornamos naturais quando aceitamos aquilo que acontece, aquilo que é. 

Logo, a primeira coisa é compreender o que Sahaja yoga é a yoga mais difícil. Não pense que isso é fácil como o termo sugere. Existe uma ideia errada que Sahaja yoga é um caminho fácil do Sadhana, ou disciplina espiritual.
Pessoas citam Kabir: " Sadho, sahaj samadhi bhali" - "O melhor êxtase é o natural." Claro que é o melhor, porque não requer nenhum esforço, e por isso mesmo é o mais difícil. Não há nada mais difícil para o homem do que ser natural. O homem se tornou anti-natural, ele tem trilhado um longo caminho, se distanciado do estado natural, e atualmente é mais fácil para ele ser anti-natural do que ser natural.


Mas nós precisamos compreender algumas coisas neste contexto, porque o que estou ensinando a vocês é Sahaja Yoga. Impor doutrinas e dogmas na vida é perverter a própria vida. Mas nós fazemos isso: nós todos impomos doutrinas e ideias em nós mesmos. Aquele que é violento está tentando não ser violento. Aquele que é raivoso está tentando ser pacífico. Alguém que é cruel está tentado ser uma pessoa gentil. O ladrão está tentando ser generoso, e o perverso em se tornar santo. Esta é a maneira que nós somos: nós sempre estamos tentando impor algo naquilo que somos. Mas qual é o resultado disso?

Nós não só falhamos quando não conseguimos, nós falhamos também quando conseguimos. Porque seja como for, ele pode tentar, o ladrão não será generoso; ele poderá doar para a caridade e poderá ter a ilusão de ser generoso; mas a mente de um ladrão encontrará um meio de roubar através da caridade.

Toda a inaturalidade da nossa vida é que, estamos sempre tentando ser diferente daquilo que realmente somos. No Sahaja yoga, dizemos: não tente ser ninguém além de você mesmo; conheça a si mesmo e seja isso.(...) 

Sahaja yoga diz: Conheça a si mesmo, a não tente se distanciar disso nem por um milímetro; não tente ser diferente disso. No momento em que você assume a sua real natureza, seja ela de pecados, de miséria, de agonia, o seu inferno particular, você imediatamente pula fora de tudo isso, e estará livre para sempre; você sairá completamente. (...)

Ser Sahaja, ser natural significa: Aquilo que é, é; não existe nada que possa negar aquilo que é. Eu tenho que viver isso; e eu irei viver isso; Aquilo que é, é. Conheça aquilo que é, e viva aquilo que é. Isso é fato; a viva este fato. Que sua vida seja plena em facticidade.

Sahaja yoga significa: não se iluda. Conheça e aceite a si mesmo exatamente como você é, sem nenhuma reserva. Se você fizer isso, mudanças ocorrerão instantâneamente. As mudanças acontecem simultâneamente à compreensão e a aceitação. Então, você não terá que esperar mais.

Alguém precisa esperar até amanhã para saber que sua casa está pegando fogo ? A pessoa sai da casa o mais rápido possível, numa fração de segundos! No dia em que virmos nossa vida inteira como ela é - e é como uma casa pegando fogo - o momento de mudança acontece. Mas nós temos nossos próprias maneiras de nos enganarmos. A casa está pegando fogo, e nós decoramos seu interior com flores. Nossas mãos estão acorrentadas e nós cobrimos essas correntes com ouro, e assim enquanto virmos o brilho do ouro nós deixamos de ver as correntes. Nós estamos cheios de culpas e feridas, mas temos coberto nossas feridas com ataduras coloridas, e nós vemos as cores vivas e não vemos as feridas embaixo.

Esta decepção é tão profunda e tão vasta que gastamos nossa vida nisso, e o momento de transformação nunca chega. Nós estamos adiando este momento. A morte chega, mas não o momento que foi adiado. Nós morremos, mas não mudamos; nós simplesmente somos incapazes de mudar.

A mudança só pode acontecer realmente, a cada momento . Sahaja yoga diz: viva aquilo que é, e você será transformado. Você não tem que fazer nenhum esforço para mudar; a verdade muda. Jesus diz: "A verdade liberta."

Mas nós não sabemos o que é a Verdade. Nós vivemos uma vida de mentiras, vivemos pseudo-realidades; mas nós enfeitamos nossas mentiras antes, para podermos viver com elas. E mentiras aprisionam, enquanto a verdade liberta. Mesmo a verdade mais dolorosa é melhor do que uma mentira mais agradável. A mentira agradável é realmente perigosa. Ela cega você; ela será uma escravidão. E até mesmo a verdade dolorosa é libertadora, até mesmo sua dor é libertadora. Por isso, viva sua vida mesmo na verdade dolorosa, e não se esconda em mentiras, por mais prazeroso que isso possa ser. Essa é a essência do Sahaja yoga. E então acontecem samadhi, êxtase ou a iluminação, ou qualquer coisa que queira denominar. Você não precisa procurar por samadhi, ele acontecerá naturalmente em você.

Aquilo que chamamos de meditação, e o que temos aqui é o processo de Sahaja Yoga. Aqui aceitamos tudo o que acontece; você aprende a se abandonar completamente e aceitar tudo o que acontece em si mesmo. Caso contrário seria impensável que pessoas educadas e cultas, pessoas que são influentes e sofisticadas pudessem chorar, e gritar, pular e dançar descontroladamente como pessoas malucas. Isso não é algo comum, é algo extraordinário e de grande valor também. (...)

Bertrand Russell disse nos seus últimos dias, que a civilização roubou do homem muitas coisas preciosas, e a dança foi uma delas.(...)
Os ganhos da civilização são pequenos e suas perdas são enormes. O homem civilizado perdeu sua naturalidade e simplicidade, perdeu a sua natureza essencial. E cada vez mais é vítima de todos os tipos de perversões.

Meditação é o meio de tornar-se natural e simples, recuperar sua natureza essencial novamente."
Osho em Come, follow me


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails