22 de maio de 2015

Ser o mel - Mooji


"Muitos seres vêm a mim e dizem: 'A vida está fluindo muito bem agora; eu estou em paz; meus poderes intuitivos estão se abrindo. A vida é um doce fluxo. Eu vejo sensações e pensamentos indo e vindo, mas eu imutável'.
Eles sentem que estão desfrutando do completo estado de auto-realização.

Mas estão, inesperadamente este estado está mudando repetidamente. Muitos pensamentos estão vindo agora e eles não são agradáveis. Antes, havia um escudo de proteção, mas agora todas as coisas feias estão vindo. A lua de mel do despertar parece ter acabado.

Agora, por favor, preste atenção. Escute bem.

Esta é uma forma de Graça na verdade. Esta faze chegou e sinais de que você precisa amadurecer ainda mais, a fim de alcançar a completa realização do Ser.

Eu às vezes digo, 'Você quer provar o mel, você quer ser o mel'. O que é este mel? É o estado de Sat-chit-ananda - o perfume do Ser, experimentado como existência, consciência e bem-aventurança. Todos os seres desfrutam deste estado e gostariam de prolonga-lo, acreditando ser o estado definitivo.

Através destes satsangs intensos, o ego está desaparecendo e você está começando a experimentar uma expansão dentro do seu ser.

Você está gostando. Está provando o mel. Porque não? Muito bom. O melhor mel. Mas então, de alguma forma, você é picado poe uma abelha e a língua dói. O mel se foi ou parece poluído.

O que aconteceu? O seu belo mundo espiritual mudou. A sua espontaneidade se foi. Não entre em pânico. Você não fez nada de errado.

O que é importante agora é que você reconheça que você ainda esta totalmente aqui como pura consciência sem- qualidades.

A Graça diz: 'Você deve experimentar apenas a consciência sem o sabor do mel'. Mas isto não é aceitável para o 'experimentador'. Ele quer continuar a saborear ininterruptamente. Ele não quer mais nada.

Onde está o sabor?

Há apenas a consciência sem sabor.
Este 'experimentador' é uma mistura de presença e ago e deve ser transcendido antes que a auto-realização seja completa.

Lembre-se, assim como a flor não é apegada ao seu cheiro, a consciência não é viciada em nenhum estado.

Agora você deve ser o Ser além das qualidades.
Não confie na fragrância.
A fragrância inicial ainda é a parte mais sutil da fenomenalidade, mas pode e irá desaparecer.

Mas o Ser não pode desaparecer.

Ela não pode sequer aparecer, pois ele é infinito e eterno.

Assim que você, o verdadeiro Eu, reconheça e comece a marinar no seu próprio vazio, o apego às fragrâncias, enfraquece.
Antes de chegar a esta fase, havia atração pelo Ser definitivo, apenas no seu aspecto dinâmico como presença. Agora, como resultado de ouvir e seguir estas indicações diretas, você encontra alegria Suprema, o Ser imutável.

Aqui é a paz imperecível que não pode ser descrita.
Você não está apenas provando a paz.
Você é a própria paz.
Você não está se sentindo feliz.
Você é a própria felicidade.
Você está além do jogo dos opostos inter-relacionados. Além do feitiço da dualidade.
Esta Realização poucos alcançaram.
Aqui em Satsang hoje, você pode descobrir e ser um deles."

Mooji em Satsang

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails