15 de maio de 2015

Anathapindika - Thich Nhat Hahn



"Havia um leigo nos tempos de Buda, cujo nome era Anathapindika. Ele comprou um lindo parque de um príncipe, e o ofereceu a Buda, para que este construísse um centro de práticas.Quando Anathapindika estava morrendo, Buda enviou dois discípulos amados, para ajudá-lo a morrem pacificamente.

Quando Anathapindika viu os dois monges chegando, ele ficou muito alegre. Ele tentou se sentar, mas estava bastante fraco. Shariputra, foi um dos mais inteligentes discípulos de Buda, e ele estava acompanhado do venerável Ananda, seu irmão mais novo no Dharma. Os dois monges disseram, Querido amigo, não tente se sentar. Continue deitado. Nós colocamos nossas cadeiras perto da sua cama para conversarmos.

Quando os dois monges já estavam acomodados, Shariputra perguntou: Querido amigo, como se sente no seu corpo? A dor no seu corpo tem aumentado ou diminuído?

Anathapindika disse: Queridos veneráveis, não parece que a dor no meu corpo diminua. Ela só faz aumentar.

Quando Shariputra ouviu aquilo, ele ofereceu a meditação guiada, das Três Jóias do Buda - Budha, Dharma e Sangha. Esta prática é chamada de três recordações. Ele sabia que Anathapindika havia despendido muitas décadas a serviço de Buda, do Dharma e a Sangha, e ele fez todo o trabalho com muito prazer. A prática é regar as sementes de felicidade nas pessoas que estão morrendo, e ela irá contrabalançar as dores em seu corpo. Quando sua mente se focou no Buda, no Dharma e na Sangha, sementes de felicidade se manifestam, logo ele não mais pensou na dor do seu corpo. Ele começou a sorrir. Esta é uma prática muito inteligente. Se você estiver sentado próximo à cama de alguém que está morrendo, você deve regar as sementes de felicidade e alegria nele ou nela, com a intenção que ele ou ela sofram menos.

Depois disso, Shariputra deu a ele a meditação nos seis órgãos dos sentidos. " Respirando, Eu sei que este corpo não sou eu. Sou muito mais que este corpo. Inspirado, Eu sei que esta consciência não sou eu. Eu sou muito mais que esta consciência." 
Nós sabemos que existem seis órgãos dos sentidos: olhos, ouvidos, nariz, língua, corpo e mente. O propósito da meditação é ajudar a pessoa a ver que ela não está limitada pelos órgãos dos sentidos.

Shariputra continuou com a meditação do não vir, não ir. Quando existem condições suficientes, o corpo se manifesta. Ele vem de nenhum lugar. Quando não existem condições condições suficientes, o corpo cessa de se manifestar. Ele não vai a lugar algum. 
A meditação ajuda a pessoa a tocar nessa natureza do não vir, não ir, não nascimento, não morte.

Naquele ponto, o leigo Anathapindika começou a chorar. O venerável Ananda lhe perguntou: Querido amigo, porque estás chorando? Está arrependido de alguma coisa? 
-Não, venerável Ananda, eu não estou arrependido de nada.
- Talvez você não tenha conseguido ter êxito na sua meditação guiada?
- Não venerável Ananda, eu a pratiquei com êxito.
- Então, porque choras?

Anathapindika disse: Eu choro poque estou tão comovido. Eu tenho servido Buda, o Dharma e a Sangha por mais de três décadas. E nunca pratiquei um ensinamento tão maravilhoso, o ensinamento do não nascimento, não morte, não vir, não ir.

Ananda disse: Querido amigo, nós monges, recebemos estes ensinamentos quase todos os dias.
Anathapindika disse: Venerável Ananda, por favor, vá para a casa e diga a nosso mestre que muitos de nós, pessoas leigas, somos tão ocupados que não temos tempo para receber e praticar estes ensinamentos maravilhosos. Mas, existem muitos de nós que são capazes de recebê-los e praticá-los. Por isso, por favor, diga a nosso mestre que ele deveria levar estes ensinamentos também aos leigos.

Ananda disse: Sim, eu irei para casa e direi isso ao senhor.

Este foi o último desejo feito pelo leigo Anathapindika. Após isso, ele morreu alegremente e em paz.

Este sutra é chamado O Ensinamento dado para morrer. Ele está disponível em Pali e em Chinês, 
Ele está didponível no livro de cantos em Plum Village. Se você for um médico, enfermeira, ou alguém que assiste pessoas que estão próximas da morte, você poderá gostar de aprender como o venerável Shariputra ajudou ao leigo Anathapindika a morrer em plena paz."
Thich Nhat Hahn em Our Cosmic Body

Um comentário:

  1. Belo ensinamento que nos traz este post. Obrigado, namastê.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails