23 de dezembro de 2009

O branco do Amor...

Hoje véspera de Natal, tempo de confraternização, de troca de presentes, amizades, enfim, final de um ano, final de mais um ciclo da terra em torno do sol...resolvi falar de amor...
Uma vez li em algum lugar sobre o sentimento do amor, que assim como a cor branca, não é um sentimento isolado, diferente dos outros, mas a união de todos os outros sentimentos...o branco e o amor.

A luz é branca por natureza. Branco luminoso....radiante.
O prisma, cria uma barreira e a divide em 7 cores do espectro, ou as cores que vemos no arco-íris.Da mesma forma, o amor, os antigos diziam que só aconteçe o verdadeiro amor, em um coração que foi lavrado, que sofreu conflitos, raivas, tristezas, paixões, decepcões, amarguras, mas também alegrias e esperaças enfim...viveu intensamente. Foi as últimas consequências do ser, mergulhou fundo em si mesmo, e se despiu de tudo que não era importante...despojamento voluntário, se desfez de todas as barreiras...


Esse coração vive o amor verdadeiro, não o amor morno, repleto de fantasmas e de condicionamentos, mas o amor cristalino e livre, aquele dos poetas e dos músicos, que fala em verso e prosa, e que alcança a alma da gente.

O branco do amor é isso...uma sintonia divina.
Nem mais nem menos.
Uma paz que vem de muitas guerras internas, (onde somente deveriam existir guerras), pois somente dentro é que, se encararmos realmente nossas guerras até as últimas consequências, certamente sairemos vitoriosos....sairemos nós mesmos, nada mais.
Feliz Natal a todos...
Muita paz, e muito amor a todos (as)...
Namastê
Amor
Lilian

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails