27 de outubro de 2015

Plena Consciência - Swami Dayananda


"Acordamos pela manhã. O mundo está aí fora, como que nos esperando. Muitas coisas nos acontecem, algumas gostamos, outras nem tanto. Desde o ponto de vista da consciência relativa, assim é que vemos a vida. Esta é a vida e sua aparência habitual.
Desde o ponto de vista da pura consciência, o corpo é o mundo ( e através dele ) surgem em você cada manhã. Essa é a Realidade e não o contrário.
Tudo acontece neste espaço aberto que somos. Tudo absolutamente tudo, depende sua 'realidade' a esta Realidade que você é. As imagens de um espelho não podem existir sem o espelho...

A Realidade que somos, que nunca podemos negar, atua e vive em nós, através de nós, e como nós. Não há mais nada. Isto é tudo.

Agora, partindo deste ponto de referência limitado, este ego, ou pessoa, ou entidade ( que acreditamos ser independente da Realidade ), tudo parece ser caótico, incerto, limitado. Mas se olharmos coma atenção, este mesmo ponto de vista, este ego, não é por acaso uma aparência a mais na Totalidade, no Real? Um conjunto de pautas, de ritmos, nada distante do turbilhão de um riacho ou do vôo de uma abelha.

A Pura Consciência não é algo fixo, algo que começa aqui e termina ali. Este saber que somos, esta sensação de presença é como uma porta aberta. Se olharmos para dentro, mais a mais, acabamos em nós mesmos. 

Se olharmos para fora, mais e mais, saímos do portal e mais além... o ilimitado, o insondável...

A Pura Consciência, onde 'fora' e 'dentro' são o mesmo espaço. Um só espaço.

Os limites são convenções, que emergem obviamente, desse único espaço.

Assim está tecida a realidade da vida. Mas este espaço de onde tudo surge é a plenitude. Já somos este espaço, mesmo que a nível pessoal, nada nos pertença.
O que surge a cada instante é o que somos.

Se buscamos e buscamos a plenitude e a paz, nos afastamos. Se esquecemos desta plenitude e desta paz, e nos entregamos completamente ao que surge, seja o que for, nos encontramos.
E ao encontrarmos, encontramos a paz e a plenitude."

Swami Dayananda Saraswati , em Yo soy ese Ser, cuya naturaleza es consciencia ilimitada"

2 comentários:

  1. Muito bom este artigo, a explicação é muito clara. Obrigado por compartilhar.
    Namastê.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails