24 de setembro de 2015

Além dos desejos - Sambodh Naseeb


"A comédia de tudo é que, o personagem da peça vai para casa esquecendo que é o ator. Ao lembrar quem é, solta uma longa gargalhada. 

Todos a nossa volta estão reforçando o sonho da vida, o sonho da mente. E este sonho tem muitas demandas.

Na mente, somente após as demandas cumpridas, é que ela descansa. Esta é a mentira. Porque não haverá o dia onde todas as demandas da mente serão cumpridas.
Todos os desejos existem por uma simples lacuna: ausência de Ser. A mente então vem e diz que quer acabar com todos os desejos. Mas este não é o ponto.

O ponto é que há uma Visão que o recoloca em uma outra perspectiva. E até que esta Visão seja digerida, a perspectiva falsa tomará as ações habituais. Esta Nova Visão é a descoberta de um espaço onde todos os desejos estão, mas você não é mais o desejante. Você é o observador de todos os desejos. Não é preciso julgar ou fugir dos desejos.

Eles perdem o foco quando os olhos estão descansados na perspectiva certa.

Os desejos estão ali, mas paz se encontra em primeiro plano. No exemplo da tela do cinema, é como se a tela branca estivesse em perspectiva mesmo quando o filme está passando. E este Você que está em paz é um outro Você. Um você sem pontos de vista. Um Você que não se pensa como Você. Que é sempre transcendente e imanente ao corpo. Um Você que é consciente do corpo.

O corpo sente, você observa. A mente pensa, você observa. Tudo funciona exatamente igual - o diferencial é um acréscimo de algo que sempre esteve
ali mas nunca foi reconhecido : a Consciência. E isto é tão incrível, o fato de você ser uma pura observação, que a maioria de nós passa a vida sem
aventar esta possibilidade."

Sambodh Naseeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails