9 de julho de 2015

Jeff Foster responde...


"Jeff - Há uma busca de algo mais. E, ainda que não saibamos muito bem o que estamos buscando, sabemos que esta, quer dizer, nossa vida presente, é um problema. A mesma busca implica a existência de um outro problema, não é certo?
Que deveríamos buscar se não houvesse nenhum problema com nossa presente vida? A mensagem da não dualidade é que a busca da Unidade, da libertação, de Deus, da perfeita paz, da perfeita felicidade — e de milhares de outros diferentes objetivos — não é mais que uma tentativa de fugir do que realmente está ocorrendo, porque o "eu", o buscador, o que quer ser livre e que tanto se empenha em alcançar a libertação e a Unidade, já emerge da libertação e da Unidade.

Não é certo, dito em outras palavras, que agora existe uma ideia de "eu"? Não é certo que agora mesmo exista uma ideia de eu e de minha vida? E a mensagem é que o indivíduo é precisamente isso, algo que agora emerge, uma historia, uma crença. Você não é mais que uma historia!
Uma historia que está contando-se sem ninguém que a conte! Essa é a ilusão! Não há nenhum "eu" contando minha história, o único que há é a história do "eu".

Mas, logo lemos nossos livros espirituais e nos inteiramos de que, para alcançar a iluminação, temos que acabar com o "eu". Quem já não ouviu alguma vez se dizer que temos que acabar com o "eu"? Mas, quem poderia acabar com o "eu", senão um "eu"? Mostra-se muito frustrante dar voltas e mais voltas tratando de colocar fim ao "eu"!

Isso é algo que, na historia de "Jeff", ocorreu muitas vezes! Dar voltas e mais voltas ao pensamento tratando de colocar fim ao meu "eu" e aos "meus problemas"! Eu tratando de acabar comigo!
Alguns de nós nos sentimos atraídos pelos ensinamentos não duais e recorremos a encontros para ver pessoas que parecem haver colocado fim ao "eu" e de haver acabado com a busca. E essas pessoas nos dizem que não existe tais coisas como a libertação e o despertar! Mas, apesar disso, a busca prossegue! Não podemos aceitar que isso seja tudo. Como poderíamos aceitá-lo?

Pergunta: Mas, não há pessoas que acabaram descobrindo o que estavam buscando? Não há pessoas que conseguiram chegar até ali, quer dizer, na Unidade? O que você diz parece muito complicado...

Jeff - É certo. Isso é tudo o que as palavras podem fazer, complicar as coisas. E só o fato de falar implica que tenho algo a dizer, que há algo que merece ser escutado e que deve haver algo que se alcançar! Que, quem sabe, tenha descoberto algo, conquistado algum tipo de compreensão e que estou dando uma "palestra" a respeito.

Mas se aparece essa historia (a de que 'Jeff tem algo para ensinar'), só é uma simples historia. A historia que encoraja a busca! E o que você diz é muito certo, porque também existe a historia de que há pessoas que tenham alcançado algum tipo de "estado elevado", um estado que supostamente é melhor que "seu" estado — eu quero seu estado, porque o meu já não é suficiente! — É assim que a busca prossegue, durante toda a vida, em mil formas diferentes.

Nós passamos a vida buscando. Mas, no fim das contas, o que é que queremos? O que realmente queremos é colocar fim a essa busca e, visto que a busca é o problema, buscar implica que há algo de equivocado nisto. A mensagem é muito simples!

E a única razão pela qual o personagem aparente "Jeff" está aqui sentado dando esta palestra é que, num determinado momento (ainda que realmente não gosto de dizer "num determinado momento", porque parece como se houvesse ocorrido algo concreto e definido), houvesse visto através desta fútil busca de algo mais.

Se a busca é o problema, como poderia acabar com ela?
Levei muitos anos tratando de tentá-lo, mas, todavia, não o consegui! Necessito de ajuda! Mas, não nos damos conta de que o desejo de acabar com a busca continua sendo mais do mesmo! Buscar o modo de acabar com a busca não deixa de ser mais uma busca!

Mas foi a busca o que nos trouxe até aqui! Toda a vida buscando, de mil modos diferentes, toda a vida tratando de melhorar a nós mesmos e de nos convertermos em outras pessoas, só nos tem servido para nos trazer até aqui e
escutar a mensagem de que não há nenhum lugar para ir!

Pergunta: Você quer dizer que devemos nos render?

Jeff - Mas, não seria por acaso a tentativa de nos rendermos outra diferente versão da busca? Não nos libertaríamos, se pudéssemos, da carga do "eu"? As coisas não parecem ser tão simples porque, se o fossem, todo mundo se
renderia.
Lemos livros espirituais e ouvimos falar de "pessoas iluminadas", de pessoas que tenham colocado fim na busca, que estão completamente satisfeitas com o presente momento, que nada desejam e que nunca possuem problemas.
E quando logo nos comparamos com elas, não vemos mais que sofrimento e se dispara uma nova busca!

Pergunta: Desapareceu para você o desejo de modificar as coisas? É essa a libertação?

Jeff - É esta historia — a historia de que existe uma possibilidade de libertação — o que perpetua a busca de libertação. Mas, não há libertação, não há mais que isto. 

E, paradoxalmente, esta é a tão desejada libertação.

Pergunta: Portanto, não existe libertação disto?

Jeff - Não perpetua a busca a ideia de que existe uma libertação além disto? Não é a ideia de que é possível alcançar uma libertação fora daqui e no futuro o que converte isto num problema?

Pergunta: Portanto que, se aqui existe uma sensação de tédio, então isso é o que emerge...
Jeff - Sim. Isso só é um problema se "você" quer se libertar disso.

Pergunta: Sim, mas a literatura parece sugerir que algumas pessoas tem descoberto a existência de um lugar tranquilo.

Jeff - Sim, essa é outra boa historia. Ao longo da historia de minha vida tenho devorado esse tipo de literatura.
Pratiquei a meditação, a auto-investigação, tive extraordinárias experiências espirituais, etc. Mas isso não é mais que outra historia! É a história de "Jeff" que aparece agora mesmo. Uma historia que agora contamos.
Essa é a única que temos! Uma mera historia! E são muitas as historias que podem ser contadas. Só a Unidade e historias que, como qualquer outra coisa, são expressões da Unidade.

Pergunta: Mas os sábios tem contado uma e outra vez a historia de que, quando conseguimos ver mais além, aparece a serenidade.
Jeff - Mas, quem é que vê através do eu? Só um eu poderia afirmar ver através do eu.
Existe a historia de que "eu não posso acabar com meu eu", não é certo? Existe a historia de indivíduos que tenham acabado com a individualidade, de pessoas que tenham colocado fim em sua sensação de identidade.

Pergunta: Pessoas que estão em paz consigo mesmas?

Jeff - Sim, essa é a historia, e é uma historia que emerge agora.

Pergunta: E essa é também sua historia, não é certo?

Jeff - É uma historia que poderia contar.

Pergunta: E o que isso significa?
Jeff - Não significa absolutamente nada. "

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails