23 de julho de 2016

Buda enfatiza VOCÊ - Osho


Buda simplesmente corta todas as suas esperanças e todos os seus desejos. Ele não diz que existe Deus e não diz que não existe. Ele simplesmente diz que isso é irrelevante. Não importa se ele existe ou não: isso é absolutamente além do ponto. O que importa é a sua transformação interior, e a transformação interior não pode ser adiada para amanhã: ela pode acontecer exatamente agora.

Eis o problema com Buda: se você for com ele, tem de abandonar suas esperanças, tem de abandonar seus desejos. Você tem de estar no presente, completamente silencioso. E então a vida tem uma nova cor, uma nova alegria, uma nova música. Então, a vida tem uma nova beleza.

Exatamente agora, em primeiro lugar, você não pode encontrar Deus, porque você não tem olhos de vê-lo e não tem ouvidos de ouvi-lo e não tem o correto coração de senti-lo. Você não é amoroso o bastante.

Seus olhos não têm clareza: estão cheios de poeira – poeira de conhecimento, de memórias, de experiências. Seus ouvidos somente parecem ouvir, mas eles não ouvem.
Mas se por acaso você o encontrar, o que você irá pedir? Uma nova esposa, um novo marido, outro lugar pra viver, uma vida mais longa, juventude...? O que você vai pedir? – dinheiro, poder, prestígio? Qualquer coisa que peça será estúpida.

Um africano viveu reverenciando Deus, orando durante seis anos. Estava sempre pedindo pra que este ou aquele problema fosse resolvido.
Deus ficou de saco-cheio com ele e decidiu retribuir-lhe a visita. Então, um dia, enquanto o homem rezava, Deus chegou a seu lado ao vivo e disse: “Oi, cara, estou aqui! O que você quer saber? Pergunte!”. 
O homem não acreditava nos próprios olhos, mas finalmente perguntou: “Ah, meu Deus, por que minha pele é tão preta?”.
Deus respondeu: “Por que o sol no seu país é muito quente e você precisa sobreviver.”.
“E por que meu cabelo é tão curto e enroscado?”.
“Por que na selva há muitas árvores e seu cabelo poderia ser aprisionado.”
“E por que eu sou tão magro e ligeiro?”
“Para que você possa lutar com os leões e outros animais na selva.”
“Então, Deus, que diabos estou fazendo em Nova Iorque?”


Vai ser exatamente assim com você. O que você vai perguntar a Deus? Todas as suas perguntas virão do seu inconsciente. Na verdade, todas as perguntas serão absurdas.

Esse não é o modo de se encarar a realidade. 

A pessoa tem de estar silenciosa, completamente silenciosa. Por isso Buda diz para não se incomodar com Deus. Interesse-se pela sua preparação, esteja preparado. 

A ênfase é totalmente diferente. 
Todas as religiões enfatizam Deus, o objeto da busca; 
Buda enfatiza VOCÊ, o sujeito. 

Todas as outras religiões enfatizam o buscado; 

Buda enfatiza o buscador. E é certamente mais significativo se transformar e se preparar para o supremo encontro com a realidade – chame-a de Deus, de existência, de verdade, de libertação, ou do que quer que prefira chamá-lo. 

O real, o essencial, é estar preparado para esse encontro.

E se você estiver preparado, se seu coração estiver fluindo com amor e sua cabeça não mais estiver louca, não mais cheia de entulho, e seus olhos tiverem claridade e seus ouvidos estiverem prontos para ouvir, então, toda a realidade transforma-se em Deus; então, tudo é divino.

Osho em The Dhammapada: O Caminho do Buddha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails